Wednesday, December 09, 2009





Fomos dormir as 3 e blah e as 6 e poucos estávamos saindo do hotel para ir ao Rio. Muito bom poder chegar pelo menos PERTO de casa durante dois dias, ganhar vinte minutos de abraços consecutivos, pegar cuecas limpas, largar tantos presentes bacanas e historias divertidas que eu ganhei nessa parte nova pra mim do meu pais.
Fui pra casa dos meus irmãos, porque a ultima coisa que eu queria era ficar num hotel no Rio. Recebi a visita também do baixista Julien Negro, do Lord of Mushrooms, com quem gravei em Mônaco, que veio ao Brasil no momento em que eu poderia lhe dar o MINIMO de atenção possível, mas foi legal vê-lo...
Lei de Murphy: tínhamos duas datas marcadas no Rio, num bar muito bacana na Tijuca chamado Calabouço. Na sexta feira, tivemos todos os problemas do mundo, o gerador explodiu, milhares de ruas no escuro pelo Rio de Janeiro, chuva, trânsito, vizinhos incomodados que não se mudam, que vão fechar a casa caso haja mais alguma reclamação, tudo muito muito complicado... Marcelo teria que tocar usando uma bateria eletrônica, elétrica, sei lah, que é realmente o instrumento menos apropriado para tocar esse som. O show de sexta foi cancelado, por motivos de força maior (Acts of God) e fomos até o Calabouço dar uma justificativa às pessoas. Comemorar também o aniversario do Marcelo, que tomou uma torta linda na fuça para abrir seus 30 anos de uma maneira inesquecível! De lah, fomos a um lugar chamado Heavy Rock, na Lapa, e vimos uma banda sensacional tocando pra 3 pessoas! Ouvimos Rainbow e outras coisas ótimas, e o guitarrista/vocalista era muito bom. Não sei o nome dele nem da banda!!!! Otimo, de qualquer maneira. Mas, tudo acontece quando tem que acontecer, pois na verdade, nem eu nem o Timo estávamos podendo tocar na sexta-feira. Deus sabe o que faz. Tomei um banho de chuva gostoso...
Sabado, mais chuva. O dia foi ótimo, saudades, muitos is e colocando pingos neles... Minha mãe veio ver o show e fiquei muito feliz. Tivemos todos os problemas técnicos do mundo, chegamos a pensar em cancelar o show de sábado, não apareciam microfones, equipamentos, Lei de Murphy total... Mas, quando a musica começa é que a coisa vem a tona e fomos muito felizes. Fizemos antes do set com banda uma porção acústica onde tocamos varias musicas que surpreenderam as pessoas e que tem muito a ver com meu momento pessoal. O tecladista que fez a gig com a gente foi ótimo! Salve Bruno Sah!!!
Muitos amigos queridos por lah, como Renato Tribuzy, Gui Sevens (Painside), Gui Siervi e Cris(Skyrion), meu irmão Jayme, que tocou “High and Low” conosco...
Ganhei uma carona da minha mãe no domingo de manhã e vôo para Navegantes...
To be continued...

2 Comments:

Blogger andreamonsanto said...

Oi Gu,

Acompanho por aqui e já estou curiosa pra ouvir as historias de Floripa, SP etc....
Mil beijos!!!

10:28 AM  
Blogger JMJr said...

Que show ter encontrado com sua família. Dia 15, aqui em Curitiba, tem abraço do irmão emprestado mineiro. Abraço!

12:37 PM  

Post a Comment

<< Home